Naufrágio em Quelimane vitima quatro pessoas

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Um naufrágio ocorrido quinta-feira no rio Chipaca, em Quelimane, província central da Zambézia, em Moçambique, deixou pelo menos quatro pessoas desaparecidas.

Na altura do naufrágio a embarcação transportava a bordo 16 pessoas, das quais quatro se encontram desaparecidas, informaram as autoridades policiais falando em entrevista aos órgãos de comunicação social.

O facto ocorreu quando uma embarcação que fazia o trajecto da localidade da Madal a cidade Quelimane foi arrastada pela força do vento e embateu na linha da margem, numa altura em que observava maré vazante.

A embarcação em alusão não detinha nenhuma autorização para efectuar o transporte de passageiros. Após o naufrágio a falta de meios condicionou as operações de busca das pessoas desaparecidas e que a travessia entre Quelimane e a localidade da Madal.

Em declarações à RM, alguns utentes disseram estar cientes do risco que isso representa para as suas vidas, mas afirmam que é a via mais rápida para a travessia.

“Queremos atravessar, mas não tem como (outra alternativa) ”, disse um passageiro. Anunciaram que iam para a Madal e o transporte que estavam a  usar era uma lancha (canoa). É muito arriscado desta maneira”, disse outro passageiro.

Explicou que faz sempre a travessia com medo, porque algumas vezes as embarcações ultrapassam a lotação ou capacidade de carga, o que resulta em acidentes. Sérgio Chico, marinheiro que opera na rota entre Madal e Quelimane, reconheceu o facto e lamenta que, algumas vezes, os seus colegas ultrapassam a capacidade das embarcações.

Leia:  STAE acusado de “pré-fraude eleitoral à favor da FRELIMO na Zambézia”

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.