“O MDM dentro dos seus princípios, repudia esses actos de brutalidade, agressão gratuita e covardia insta as autoridades policiais no nosso pais a tomar providencias adequadas e necessárias para o esclarecimento deste crime” – Daviz Simango

em DESTAQUES por

Beira (Txopela) — O Presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango disse esta manha na cidade da Beira que o seu Partido recebeu a informação sobre o assassinato do Presidente do Município de Nampula com profunda magoa e indignação.

Simango, acrescentou que o crime macabro que custou a vida daquele Edil, que era membro da Comissão Politica do Partido do galo, representa um crime público pelo que não deve passar impune “O MDM dentro dos seus princípios, repudia esses actos de brutalidade, agressão gratuita e covardia insta as autoridades policiais no nosso pais a tomar providencias adequadas e necessárias para o esclarecimento deste crime” – Daviz Simango

Num outro diapasão, Simango apelou ao não esquecimento deste acto criminoso como aconteceu com os outros crimes em Moçambique no passado e alguns recentes que as autoridades somente prometem trabalhar no sentido de esclarecer o delito, no entanto não tem passado por meras promessas infinitas de acções que nunca chegam a ser levadas a cabo.

Simango fez esses pronunciamentos na manha desta quinta-feira, a saída de uma reunião de emergência convocada pela comissão política do partido para uma reflexão sobre as circunstâncias e motivações do crime que safou a vida de um dos políticos mais proeminentes do Pais.

Leia:  “Quando o Presidente não está, ninguém trabalha”

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.