EDITORIAL: Sr. Governador Razak, disciplinar seus quadros!

/

Jornal Txopela 30 CAPA 300x223 - EDITORIAL:  Sr. Governador Razak, disciplinar seus quadros!“Esse Governo não poderá tolerar qualquer discriminação nas instituições do Estado a todos os níveis. Dois critérios básicos nortearão os órgãos da administração pública e de justiça é o mérito e o profissionalismo. Exigiremos maior eficiência e melhor qualidade das instituições e dos agentes públicos que respeitem os princípios da legalidade, transparência e imparcialidade de forma a servir cada vez melhor o cidadão.

Asseguraremos que as instituições estatais e públicas sejam o espelho da integridade e transparência na gestão da coisa pública, de modo a inspirar maior confiança no cidadão. Queremos uma cultura de responsabilização prestação de contas dos dirigentes para que conquistem o respeito profundo do seu povo. Queremos dirigentes que escutem os outros, mesmo quando a opinião desses outros, não lhe for favorável!’ Exigirei do meu governo os valores do humanismo, humildade, honestidade, integridade, transparência e tolerância.” Extracto do discurso oficial da cerimónia de Investidura do Presidente da Republica Filipe Jacinto Nyusi, em Maputo, 15 de Janeiro de 2015.

A imprensa ao nível da província da Zambézia está a ser copiosamente agredida por titulares de órgãos públicos. A mídia independente principalmente que vezes sem conta é colocada entre a espada e a parede por reportar casos de desvio de fundos e corrupção de alto grau que lesam ao estado milhões de meticais. Há uma notável falta de abertura dos membros do governo em prestar esclarecimentos de assuntos de carácter público e de interesse da sociedade.

Instituições como a Direcção Provincial de Economia e Finanças, Direcção Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano, Gabinete Provincial de Combate as Drogas dominam a lista de instituições que mais albergam funcionários corruptos, e os seus actos são nocivos ao bom funcionamento do aparelho do estado e ferem a imagem publica de um governo que se quer serio e credível em meio de muitos problemas já existentes.

O governo da Zambézia vai a caminho do descalabro quando os seus membros não conseguem conviver com opiniões contrárias as suas, Directores Províncias que se concentram no seu umbigo e recusam ideias novas de outros sectores, dirigentes que combatem instituições privadas e iniciativas empreendedoras não são dignos de estar sentados em pelouros e representaram milhões de aspirações dos cidadãos, são nulos com a visão do Chefe do Estado, sua excelência Filipe Nyusi, o empregado do povo moçambicano.

Em nome da transparência que o Presidente da Republica de Moçambique, Filipe Nyusi, jurou fazer cumprir, solicitamos a si Sr. Governador, Abdul Razak para disciplinar os seus quadros. Respeitem os princípios da legalidade, transparência e imparcialidade de forma a servir cada vez melhor o cidadão.

Não se pode permitir gangsterizaçao um estado em nome de apetites pessoais e por último não esperem alienação da imprensa em nome de interesses

 

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Default thumbnail
Notícia Anterior

Procura de agentes de vendas

Default thumbnail
Próxima Notícia

Jornal Txopela submete recurso ao Governador da Zambézia

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat