Comboio de passageiros vai ligar Cuamba a Entre-Lagos

img 0533 - Comboio de passageiros vai ligar Cuamba a Entre-LagosA cidade de Cuamba e a localidade fronteiriça de Entre-Lagos, no distrito de Mecanhelas, na província de Niassa, estarão ligados, a partir desta quinta-feira, 2 de Fevereiro, por um comboio de transporte de passageiros.

A entrada em circulação deste comboio, anunciada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, aquando da inauguração da linha Cuamba-Lichinga, em Novembro último, insere-se no âmbito do programa do Governo com vista à melhoria dos serviços ferroviários prestados aos cidadãos.

Conforme explicou Carlos Mesquita, ministro dos Transportes e Comunicações, o comboio fará a ligação entre os dois pontos uma vez por semana, às quintas-feiras, e a sua introdução visa responder aos anseios da população.

“Numa primeira fase, o comboio vai circular todas as quintas-feiras, sendo que a viagem tem a duração de três horas, em cada sentido. Esperamos que isso impulsione a actividade económica tanto na cidade de Cuamba como na localidade de Entre-Lagos”, disse Carlos Mesquita.

Ainda em relação ao transporte ferroviário, o ministro dos Transportes e Comunicações fez saber que, devido à demanda, a frequência dos comboios que fazem a ligação Cuamba-Lichinga e Nampula-Cuamba passou de um para quatro, por semana.

“O transporte ferroviário vai continuar a merecer muita atenção por parte do Governo. Foi nessa perspectiva que, para fazer face à demanda, passámos a operar com quatro comboios semanais nas linhas Cuamba-Lichinga e Nampula-Cuamba. No princípio, em Novembro, operávamos só com um comboio. Em Dezembro passámos para dois e agora para quatro”, justificou.

Carlos Mesquita falava, esta quarta-feira, na cidade de Maputo, à margem da reunião que manteve com quadros do Ministério dos Transportes e Comunicações e gestores de empresas e institutos sob tutela.

O encontro tinha como objectivo fazer o balanço das actividades realizadas em 2016, bem como perspectivar as acções a serem desenvolvidas no presente ano, visando o cumprimento dos principais instrumentos orientadores, nomeadamente o Plano Quinquenal do Governo 2015-2019 e o Plano Económico e Social para 2017.

Para Carlos Mesquita, o sector dos Transportes e Comunicações teve um desempenho positivo em 2016, embora persistam muitos desafios nas áreas de tutela, nomeadamente das telecomunicações, da marinha, da aviação, da meteorologia, dos transportes públicos e ferroviários, dos portos e aeroportos.

Num outro desenvolvimento, Carlos Mesquita anunciou a reestruturação do Ministério dos Transportes e Comunicações, “cujos estatutos estão desfasados da realidade”. Assim, prevê-se que o novo Estatuto seja aprovado ainda neste primeiro semestre.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Default thumbnail
Notícia Anterior

Marc Polmans brilha na Australia

Default thumbnail
Próxima Notícia

Presidente da República anuncia nova etapa do diálogo

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat