LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Quelimane e Blantyre tencionam reforçar relações comerciais

em DESTAQUES/POLITICA por

Zito Ossumane, nosso enviado Especial à Blantyre — Malawi

BLANTYRE — O Autarca de Quelimane, Manuel de Araújo descreveu a relação existente entre as cidades de Quelimane e Blantyre como um catalisador para explorar diferentes oportunidades destinadas a melhorar o desenvolvimento entre as duas cidades.

Manuel de Araújo fez estas observações na segunda-feira (29) durante uma visita ao Conselho Municipal de Blantyre, com o objectivo de fortalecer o relacionamento das duas cidades, cujos laços datam do ano 2000.

Manuel de Araújo disse que Blantyre é a cidade mais próxima de Quelimane, e que oferece oportunidades de negócios inexploradas, que vão desde os sectores de educação, infra-estrutura e transporte, impulsionando assim o crescimento económico.

O edil da cidade de Quelimane citou a requalificação de Porto de Quelimane, cujos planos estão em andamento e que, uma vez concluído, será um ponto mais próximo do Oceano Índico para o Malawi, beneficiando assim as duas cidades e suas nações em geral.

“Está a apenas 400 km da fronteira do Malawi em Mulanje para Quelimane, que é cerca de quatro horas de carro. Quando a rota se tornar em pleno uso, os Malawianos poderão acessar mercadorias com pouco custo de transporte “, explicou.

Em suas observações, o autarca de Blantyre, Wild Ndipo, disse que há muitas coisas que o conselho está aprender com o relacionamento.

“Nós tínhamos desafios na aplicação de costumes, como aqueles que fazem com o gerenciamento de resíduos entre outros, mas essa relação bilateral proporcionou um ambiente propício para compartilhar informações sobre a melhor maneira de lidar com esses problemas”, disse ele.

Uma delegação da província de Zambézia, em Moçambique, composta por empresários, liderados por Chanual Naparia, Presidente do Conselho Empresarial Provincial da Zambézia, funcionários do Conselho Municipal de Quelimane e editores de mídias privadas estiveram durante 4 dias na capital económica do Malawi.

Leia:  Nyusi promete água potável para Gurué

Deixe uma resposta

Ir para topo