Música e reflexão em “tardes de rompimento”

em CULTURA/DESTAQUES/SOCIEDADE por

A Organização Cidadãos de Moçambique e o movimento Rei de Barras e Balas (RBB) em parceria com a Casa do Direito e do Cidadão (CDC) estão organizar uma série de batalhas de rimas com periodicidade semanal, isto é, todos os sábados.

Este evento acontece com o objectivo de contribuir para a criação e fortalecimento dos espaços de diálogo entre os jovens através da música hip-hop que, nos últimos tempos, tem sido um instrumento da sua convergência. A primeira temporada deste evento está agendada para ter lugar no dia 10 de Fevereiro de 2018 no auditório da CDC.

Segundo Timóteo Fernando, colaborador da Cidadãos de Moçambique e coodernador das “Tardes de Rompimento”, os conteúdos das músicas na província da Zambézia encontram-se em decadência, com pouco proveito para a formação do Homem do futuro havendo, por isso, necessidade de criar um espaço em que jovens debatem construtivamente sobre os seus problemas. “As músicas que hoje escutamos não atiçam os actores sociais ao diálogo activo e construtivo, apenas contribuem para o engessamento das mentes”, disse.

O rompimento é uma modalidade competitiva do RAP na qual seleccionam-se gladiadores (rappers), preparados e focados na exposição de rimas (frutos de memórias ou improvisos). Cada gladiador tem missão de dominar o seu adversário com base em diversos critérios nomeadamente: qualidade das rimas, habilidades e performance.

Refira-se que a Organização Cidadãos de Moçambique visa contribuir para a melhoria da participação cidadã sobre os processos de governação através da partilha de informação sobre a actuação governamental; monitoria da provisão dos serviços públicos básicos e criação de espaços de debates democráticos.

Leia:  Sinistros ceifam vidas humanas em Nampula

Deixe uma resposta