Nyusi quer maior envolvimento na luta contra interesses pessoais

em DESTAQUES/POLITICA por

Agostinho Miguel em Nampula

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi falando na qualidade de presidente da Frelimo exortou a dias aos membros do Comité Central da Frelimo a serem vigilantes e colocarem-se na vanguarda na luta contra os que têm em manga a ambição de defender os interesses particulares.

O estadista que falava está sexta-feira (27) em Nampula, na abertura do seminário de integração dos membros do Comité Central, assegurou que o partido que dirige tem como prioridade defender os interesses do povo, pelo que passa necessariamente pela promoção da justiça e bem-estar social e económico.

Para a materialização deste bem comum, o dirigente da Frelimo, afirmou ser necessário a instalação do espírito de união, firmeza e coragem no seio dos membros, como forma de estacar qualquer anomalia que atenta a vontade do povo.

Exigiu igualmente maior entrega nos exercícios das suas funções, exibindo trabalhos que possam trazer ganhos palpáveis ao povo moçambicano.

Aqui, deu exemplo da marcação do evento para a cidade de Nampula, como sinónimo de aproximação aos demais cidadãos. “Marcamos este evento para Nampula, só para verem meus camaradas o quão é valente o nosso glorioso partido para com o povo. Como sabem saímos dos nossos lugares habituais e decidimos marcar o encontro para Nampula, isso mostra claramente que a nossa intenção é aproximar cada vez mais o povo que necessita do nosso trabalho”. Precisou.

Na ocasião recordou do encontro havido na Matola, onde foi declarada a guerra contra a corrupção. “Um dos nossos desafios é o combate a corrupção que se afigura em índices mais preocupantes. Por isso cada um de nós, temos a tarefa de combater este mal”. Vincou.

Leia:  Troca de experiências entre municípios : Delegação de Quelimane em Milão

Sublinhou que, o desenvolvimento deve prevalecer na agenda nacional como meio alternativo que tira o povo do pauperismo. “O desenvolvimento deve dominar a nossa agenda no nosso dia-à-dia”. Disse o governante. O encontro de dois (2) dias, tinha por objectivo moldar os membros do comité central com ferramentas adequadas para fazer face aos anseios do povo moçambicano.

Na pontal do seu discurso, o Presidente da Frelimo deixou um trabalho de reflexão aos membros que participam da capacitação.

“Quais as expectativas dos moçambicanos com a nossa governação; Como podemos garantir os interesses do povo; Que reforma a introduzir no partido; Que reforma a introduzir no Estado e por fim qual deve ser a tarefa de cada membro no intervalo entre as secções e realizações”. Concluiu.