Produção agrária na Zambézia superou as expectativas do Governo

em DESTAQUES/POLITICA por

Quelimane (Txopela) — A equipa central de monitoria à campanha agraria 2016/2017 na província da Zambezia mostrou-se satisfeita com o nível de cumprimento das metas traçadas para a campanha finda nesta região central de Moçambique.

Este sentimento foi manifestado recentemente pela chefe da brigada central de monitoria à campanha agrária na província central da Zambézia Ana Maria Nhampule, aquando da apresentação do relatório preliminar da visita efectuada por aquele grupo a 16 distritos da província da Zambézia, para avaliar o nível de produção e produtividade nesta circunscrição geográfica.

Ana Nhampule disse ainda que a sua equipa detectou ao nível dos distritos visitados que as populações responderam de forma positiva ao pedido do Governo de Moçambique no sentido de se massificar a produção agraria como um garante ao desenvolvimento sustentável do Pais e combate a pobreza absoluta. Entretanto, Ana manifestou a sua preocupação quanto a qualidade deficitária de conservação dos excedentes agrícolas, facto que diz ser constrangedor para os produtores que não dispõem de capacidades financeiras para a construção de armazéns com condições de conservação adequadas para o efeito.

Outra grande preocupação apresentada por aquela representada tem a ver com a oscilação dos preços dos produtos agrícolas. Ana Nhampule disse que o seu grupo detectou que os produtos agrícolas estão sendo comercializados a um preço que considera de injusto para o produtor. Aliado ao desafio dos preços dos produtos, a fonte adiantou que a baixa procura dos produtos agrícolas tem comprometido a fluidez de comercialização, colocando assim os produtores na posição de dependentes dos compradores para a estipulação dos preços dos seus produtos.

Na sua intervenção, o Governador da Província da Zambézia, Abdul Razak manifestou a disposição do Governo Provincial em tudo fazer para garantir que a época agrícola que se avizinha seja mais frutífera e que a província extinga de forma definitiva os casos de bolsas de fome dentro da sua área geográfica. Abdul Razak disse também que o seu executivo continuara a massificar a produção de alvinos através de contactos que tem vindo a desenvolver junto da Direcção da Universidade Eduardo Mondlane, Faculdade de Ciências Marinhas e Costeira de Quelimane para, em aproveitamento das suas infraestruturas e em coordenação com os piscícolas de Nicoadala massificar a produção deste pescado com o apoio financeiro da Agencia de Desenvolvimento do Zambeze.

Leia:  Caso Max –Love: MDM organiza marcha de protesto esta segunda-feira em Quelimane

Importa referir que no âmbito da visita da equipa central de monitoria a campanha agraria 2016/2017 estavam contemplados cerca de dezoito distritos, tendo sido visitados dezasseis nomeadamente: Alto Molocue, Milange, Molumbo, Gurué, Quelimane, Nicoadala, Namacurra, Derre, Morrumbala, Mopeia, Lugela, Mocuba, Maganja da Costa, Pebane, Namarroi e Mulevala.

Luís de Figueiredo