Lançado em Quelimane o projecto Espaços Públicos para Crianças

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Quelimane (Txopela) — O Conselho Municipal da Cidade de Quelimane em parceria com o Programa das Nações Unidas Para Assentamentos Humanos (UN-HABITAT) e o Fundo das Nações Unidas Para a Infância (UNICEF) lançaram esta sexta-feira 29 de Setembro, o projecto Espaços Públicos Para Crianças no Salão Nobre do Conselho Municipal de Quelimane.

O projecto tem como pano de fundo a inclusão das crianças no processo de planeamento urbano, aprendendo com as suas experiencias e com as suas opiniões sobre como é que elas gostariam que os espaços públicos fossem desenhados para responder as suas necessidades.

Para a materialização do projecto, serão utilizados métodos inovadores como caminhada para colecta de dados para alimentar um aplicativo de mapeamento no telemóvel oferecido pela operadora móvel VODACOM (koboToolBox) para o mapeamento dos espaços mais frequentados pelas crianças na cidade, seguido de um processo subsequente de desenho participativo de um espaço público seleccionado com recurso a uma ferramenta videogame Minicraft (como parte da metodologia Block-by-Block desenvolvida pela UN-HABITAT), a ultima parte do processo será a emissão de recomendações para o melhoramento e adaptação dos espaços públicos para o uso das crianças por especialistas nas áreas de urbanização, geografia, engenharia civil e outras áreas afins.

O projecto que já esta em desenvolvimento na cidade de Maputo, visa adequar as cidades municipais as vontades dos petizes, dando aos espaços um ar mais acolhedor, modernizado e seguro para este grupo etário que representa o garante da continuidade humana na sociedade.

Chiara Tomaselli, gestora do projecto e Geógrafa disse a reportagem do Semanario Txopela que este projecto conta com a colaboração de várias instituições nomeadamente: Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, a operadora de telefonia móvel VODACOM, O Parlamento Infantil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), A Universidade Pedagógica e o próprio Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (UN-HABITAT).

Leia:  Nyusi nomeia Maria Gustava para Alto Comissário na Federação da Malásia