LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

CHINDE : Vias de acesso travam desenvolvimento do distrito

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Luís de Figueiredo

Pedro-Virgula-300x238 CHINDE : Vias de acesso travam desenvolvimento do distritoQuelimane (Txopela) No âmbito das comemorações dos cento e cinco anos de elevação de Chinde a categoria de vila, o Semanário Txopela esteve naquele distrito para junto dos habitantes daquela circunscrição, colher sensibilidades sobre a real situação das condições de vida dos cidadãos e fazer uma análise profunda sobre o desempenho do Governo do Distrito.

A reportagem do Txopela aferiu que o estado das vias de acesso que levam àquele distrito é de elevada lástima, visto que não é possível transitar da vila do Chinde para o resto da província assim como para se locomover dentro do próprio distrito, o individuo deve se desdobrar em manobras.

Alguns moradores por nós abordados, chegaram a dizer que no período chuvoso não é possível se movimentar em Chinde, resultante da degradação acentuadadas vias de acesso, dificultando sobremaneira o escoamento dos produtos agrícolas e dificultando a comunicação entre os residentes das regiões que circundam aquele distrito nomeadamente os distritos de Mopeia, Luabo, Inhassunge na província da Zambézia e Marromeu na província de Sofala.

Convidado a se pronunciar, o administrador daquele distrito, Pedro Virgula, disse que neste momento, em coordenação com a Administração Nacional de Estradas ANE, o seu executivo está empenhado em reabilitar a estrada que liga os distritos de Mopeia a Luabo e consequentemente o distrito de Chinde no sentido de flexibilizar o processo de escoamento dos produtos a agrícolas de Chinde para o resto da província, minimizando assim os problemas de que vem apoquentando os naturais do Chinde. “É verdade que as vias de acesso no distrito de Chinde são um problema sim, mas neste momento o governo esta a responder, a titulo de exemplo, a Administração Nacional de Estradas esta a trabalhar com o Governo reabilitando a estrada que liga os distritos de Mopeia a Luabo ate Chinde, numa extensão de aproximadamente setenta e oito quilómetros, o que vai facilitar muito no escoamento dos produtos agrícolas”

Leia:  Ex-edil de Quelimane Pio Matos enaltece os esforços do actual Governo Municipal

Vírgula aproveitou-se da oportunidade para convidar a todos os naturais, amigos e os que tem um afecto pelo distrito de Chinde a fazer parte daquilo que considerou serem as maiores festividades do dia da vila de Chinde e pede que todos façam parte da preservação do meio ambiente através da preservação do mangal, para que a erosão que vem ameaçando engolir a vila do Chinde não o faça.

Ir para topo