LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

POR NEGLIGENCIAR ANTEVISÕES DA POPULAÇÃO: Araújo e Carneiro assinam atestados de morte

em DESTAQUES/POLITICA por

 

Quelimane (Txopela) — Dois dirigentes negligentes cujas suas decisões terminaram com o afogamento de mais de duas dezenas de cidadãos, sendo que deste numero 5 já foram confirmados como mortos até pelo menos nesta segunda-feira nas águas do rio Chipaca em Quelimane. Manuel de Araujo, Presidente do Conselho Municipal de Quelimane e Carlos Carneiro, Administrador do Distrito de Quelimane, são agora apontados como os principais responsáveis pela tragédia que deixa crianças e adultos órfãs. Ambos já vieram ao público prometer solucionar o crónico problema de transitabilidade na ponte sobre o rio, entre lamentações da população, pressão dos grupos cívicos e reportagens da mídia local.

Manuel de Araujo e Carlos Carneiro já revelaram afirmar incapacidade devido ao alto custo para construir uma nova infra-estrutura naquele troço que liga o centro da cidade e o posto administrativo da Madal. Entretanto mais do que isso olha-se que um esforço combinado entre as duas instituições que dirigem seria suficiente para encontrar uma solução financeira e mobilizar apoio até do Governo central para ultrapassar o problema.

Volvidos cerca de dois anos, as duas entidades com poderes políticos e cuja responsabilidade de garantir transitabilidade naquela ponte recai, preferiram olhar o assunto de forma leviana quando no lugar poderiam ter encontrado alternativas sólidas para evitar mortes de cidadãos. A negligência pesou grossamente e depois da tragédia diversas instituições de forma coordenada ou não procuram remendar o erro, agora com a colocação de uma lancha movida a motor para o transporte de pessoas de um lado ao outro. Porquê é que não fizeram isso antes? Pergunta um familiar de uma vítima.

O Jornal Txopela publicou diversas matérias sobre o assunto e com destaque para a sua edição 19 datado de 24 de Novembro de 2016 onde a população anteviu possíveis tragédias e pediu a quem de direito para arranjar alternativas seguras.Entre tantos, “entretantos” pode se compreender que a expressão “vale mais prevenir que remediar” não existe nestes dirigentes e se existe não compreenderam.

Leia:  Festival de Zalala serviu para divulgar as potencialidades da Zambézia

Luto Municipal ou protagonismo barato?

O Presidente do Conselho Municipal de Quelimane, Manuel de Araujo, chamou a imprensa esta segunda-feira no seu Gabinete de trabalho para dentre outros assuntos anunciar luto municipal de 3 dias a partir das 00: horas do dia 13 de Fevereiro. Alguns munícipes olham esta decisão como sendo mais política do que social porque no seu entender, o pior podia ser evitado mas a instituição preferiu encontrar desculpas para não solucionar.

 

0 MT0.00
Ir para topo