Jornalistas moçambicanos vencem o African Journalist Awards 2016

em SOCIEDADE por

Os jornalistas moçambicanos, Bento Venâncio e Fidelton Emídio venceram o prémio africano de jornalismo 2016, nas categorias de Notícias gerais de Língua Portuguesa Impresso e Televisão, respectivamente.

O evento foi promovido pela CNN/Multichoice e decorreu na noite do último Sábado, em Johannesburg, com o propósito de reconhecer o jornalismo africano através de histórias contadas por jornalistas de vários países africanos.

As reportagens que valeram prémios para os jornalistas são: “Albinos em perigo” de Bento Venâncio, uma matéria que retrata a perseguição e morte de pessoas com albinismo para fins obscuros; e “Bibliotecas esquecidas” de Fidelton Emídio, uma matéria que retrata a situação de vulnerabilidade dos idosos.

O concurso de jornalismo 2016 recebeu mais de 1300 candidaturas, de concorrentes de vários países africanos. Somente 38 jornalistas de 14 países foram apurados para a fase final.

Angola e Moçambique foram os únicos países africanos da língua portuguesa que chegaram a final do concurso. Tendo vencido Moçambique.

Bento Venâncio é jornalista do semanário Domingo. Com uma vasta experiência em jornalismo impresso, já venceu vários prémios, com destaque para o prémio CNN/Multichoice na mesma categoria, em 2014.

Fidelton Emídio é recém-formado em Jornalismo e actualmente, trabalha como jornalista do grupo SOICO.

Leia:  Parlamento moçambicano contraria-se