Conflito homem-fauna bravia: Populaçao do distrito Luabo está num dilema

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Quelimane (Txopela) – A populaça do recem criado distrito de Luabo está a passar por um dilema neste tempo quente por conta da falta de furos de água que os provenha o precioso líquido.jacarre-300x173 Conflito homem-fauna bravia: Populaçao do distrito Luabo está num dilema

Facto é que o distrito é banhado pelo rio Zambeze e é lá onde esta população procura encontrar água para todas actividades domésticas inclusive o consumo mas é também no mesmo rio que habitam crocodilos que neste tempo quente particularmente, aproximam-se cada vez mais à margem e no contacto com as pessoas os arrastam consigo.

Segundo apurou a Reportagem do Jornal Txopela, só de Janeiro a esta parte, duas pessoas foram arrastadas por crocodilos no Rio Zambeze no Luabo, quando estas iam em busca de água para suas actividades e com o verão este número pode vir a subir.

Entretanto, o administrador de Luabo Osvaldo Frorine, reconhece a magnitude do problema mas diz que o mesmo é quase inevitável porque o distrito ainda não tem furos de água que possam responder a demanda da população, por isso as populações vê-se quase que obrigadas a ir ao rio mesmo tendo noção dos riscos que correm.jacarre-300x173 Conflito homem-fauna bravia: Populaçao do distrito Luabo está num dilema

Em entrevista exclusiva ao semanário Txopela, aquele dirigente explicou que o seu executivo tem em manga o plano de abertura de furos de água para que num futuro não muito longínquo este problema possa ser colmatado.

Paralelamente a isso, segundo disse a nossa fonte, o distrito possui um especialista no abate destes animais répteis e quando há realmente necessidade, este é solicitado, porque a vida humana está acima de todas mesmo que em parte esteja patente a necessidade de preservar as espécies.

Osvaldo disse tomar conhecimento das previsões meteorológicas que apontam para a queda de chuvas acima da média nos próximo tempos e isto já começa a tirar sono porque a olhar pela localização geográfica do distrito se assim for é inevitável que sejam afectados pelas cheias e alias, Luabo tem sido um daqueles pontos que mais tem sido afectado pelas cheias ao nível da Província da Zambézia.

Leia:  UM ANO DEPOIS DA INAUGURAÇÃO: Edifício da Assembleia Provincial apresenta imperfeições

Paralelamente a isso, há receio de que ecludam as chamadas doenças de origem hídrica, nomeadamente diarreias e cólera, e nesse ponto, as autoridades dizem que trabalhos de sensibilização já estão em curso a nível das populações para que as regras elementares de higiene individual e colectiva sejam tomadas de modo que quando chegar a época e não só, não se verifiquem situações incontroláveis. (Redacção)