Câmara de Comércio do Dubai abre representação em Maputo

em CULTURA/DESPORTO/DESTAQUES/ECONOMIA/EDITORIAL/EDUCAÇÃO/GRANDE REPORTAGEM/OPINIÃO/POLITICA/SAÚDE/SOCIEDADE por

 

Ernesto Max Tonela-Ministro Industria e Comercio_Majid Saif Al Ghurair-P...A Câmara de Comércio e Indústria do Dubai cimenta as relações bilaterais de comércio e investimento entre Moçambique e Dubai com a abertura, em Maputo, do seu  terceiro escritório de representação no continente africano.

A África Sub-saariana, devido elevado crescimento económico registado nos últimos anos, tem-se tornado um destino cada vez mais atractivo para as mais de 12.000 empresas africanas registadas na Câmara de Comércio do Dubai.

As duas representações internacionais na Etiópia e no Gana contribuíram já para o estabelecimento de uma posição forte de investimento na região Este e Oeste de África, e a decisão de abrir uma representação em Maputo vem no seguimento da pesquisa e análise feitas às novas oportunidades de investimento em África, que têm destacado Moçambique como um destino de eleição para o desenvolvimento de parcerias de negócios mútuas e com empresas do Emirados Árabes Unidos.

O escritório em Maputo vai permitir a elaboração de indicadores globais sólidos de oportunidades de negócios em África, contribuindo, por um lado, para reforçar os laços económicos bilaterais e, por outro, para aumentar a confiança dos investidores em sectores de elevado potencial em Moçambique, como a agricultura, a geração de energia, o turismo, os transportes e as infra-estruturas. Da mesma forma, a representação em Moçambique terá um papel fundamental no apoio à expansão dos negócios do Dubai para Moçambique, bem como na promoção de parcerias locais com o Oriente Médio e Sudeste Asiático através do Dubai.

Segundo o Ministro da Indústria e Comércio, Ernesto Max Tonela, ‘a abertura do escritório de representação da Câmara de Comércio do Dubai em Maputo é para nós um sinal de confiança na economia moçambicana e a constatação do fortalecimento dos laços económicos e culturais entre o Dubai e Moçambique’.

Esta missão empresarial da Câmara de Comércio do Dubai a Moçambique vem reforçar a intenção de cooperação e colaboração entre os dois países para alavancar negócios no sector público e privado. A presença de vários líderes da comunidade empresarial do Dubai atesta ainda mais a confiança no futuro destas relações bilaterais e o seu potencial de crescimento.

Leia:  680 Crianças deixam de estudar em condições precárias na Zambézia

Só entre 2010 e 2015 o negócio não petrolífero entre Dubai e Moçambique cresceu de 130.2 milhões de dólares para 195.7 milhões de dólares, traduzindo-se num aumento de cerca de 50%.

Através de uma série de sessões públicas e privadas, a missão empresarial conseguiu assinar, de forma bem sucedida, vários acordos e parcerias de negócio.

Segundo o Presidente da Câmara de Comércio do Dubai, Majid Saif Al Ghurair, ‘a abertura escritório de representação em Maputo irá desempenhar um papel fundamental na facilitação da expansão dos negócios do Dubai para o Continente Africano, apoiando e reforçando os objectivos de crescimento económico e potenciando o desenvolvimento de parcerias de negócio significativas e estratégicas’.

Ainda englobada na missão empresarial decorreu a conferência “Africa – Bridging the Gap” que incluiu uma série de mesas redondas onde foram identificadas oportunidades na indústria do gás, mantém o seu potencial para ser um dos principais motores do crescimento de Moçambique a médio prazo; no sector agrícola onde se prevê um crescimento a partir de 2017 ainda que registando limitações estruturais ao nível dos pequenos agricultores.

Segundo o Presidente da Câmara de Comércio do Dubai, ‘o sector agrícola em Moçambique emprega a maioria da população mas revela ainda bastantes fragilidades, e ajudando a fortalecer os laços bilaterais entre os dois países, acreditamos que esses desafios podem ser superados com os parceiros e os investidores certos em jogo’.

Outro indicador positivo verificado no decorrer desta conferência é a previsão de crescimento, a partir do próximo ano, do sector de manufactura intensiva em Moçambique, alavancado pelas melhorias iminentes na rede energética e portuária do país.

Estas análises foram reiteradas pelo Embaixador dos Emirados Árabes Unidos em Moçambique, Asim Mirza Al Rahmah, ao afirmar que ‘Moçambique é um país de enorme potencial, especialmente nos sectores da agricultura, petróleo e gás e de turismo, e ao longo dos últimos anos tem-se tornado um parceiro comercial cada vez mais importante para os Emirados Árabes Unidos. A abertura de uma delegação local da Câmara de Comércio do Dubai irá contribuir ainda mais para alavancar as oportunidades de comércio e investimento bilateral e cimentará igualmente a forte relação entre os nossos dois países’.

 

Leia:  Direcção da Nova rádio paz “demite” colaboradores